Recuperação Judicial de agricultores

Recuperação Judicial de agricultores

Ainda que a decisão esteja sub judice aguardando a posição do Superior Tribunal de Justiça, a Recuperação Judicial de Agricultores no Estado de Mato Grosso chegou a ser deferida a um casal de produtores rurais. Isso porque se admite que a atividade seja exercida sem a inscrição do registro de empresas. Portanto, bastaria a comprovação do tempo de exercício da função.

Contudo, após tal decisão ser agravada por parte dos credores, o Tribunal de Justiça decidiu que os agricultores deveriam ser excluídos da Recuperação Judicial, pois a habitual atividade não supre a exigência do registro pelo prazo mínimo de dois anos para obtenção da condição de empresários. Por fim, a Justiça afirmou, ainda, que uma vez disposto na legislação tal requisito, não pode a segurança jurídica ser flexibilizada para atender interesses individuais.

Outras Notícias

As ilegalidades contidas na Súmula 450 do Tribunal Superior do Trabalho
Advogados especializados criticam mudanças da nova Lei de Falências
Edital RFB de Transação por Adesão nº 1, DE 2020
Fique Sempre Por dentro
Cadastre-se na nossa newsletter
powered by Logo