Instrução Normativa RFB nº 1.665 não altera o prazo de adesão à Lei de Repatriação

Instrução Normativa RFB nº 1.665 não altera o prazo de adesão à Lei de Repatriação

Conforme notícia publicada no site da Receita Federal do Brasil, amanhã será publicada no DOU a Instrução Normativa RFB nº 1.665, que promove as seguintes alterações na Instrução Normativa RFB nº 1.627, que disciplina a Repatriação de Capitais, para:

– permitir que a Declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física (DIRPF) Retificadora referente ao ano de 2014 dos contribuintes que aderiram ao programa seja entregue até 31 de dezembro de 2016;

– estender o prazo para a obtenção e envio, via SWIFT, das informações disponíveis em instituição financeira estrangeira e relativas aos ativos financeiros não repatriados de valor global superior a US$ 100.000,00. O prazo para apresentação do requerimento do contribuinte à instituição financeira estrangeira expira em 31 de outubro de 2016, enquanto o prazo para resposta da instituição financeira estrangeira à instituição financeira no Brasil é estendido para 31 de dezembro de 2016;

– estabelecer, para trazer mais segurança aos contribuintes que aderirem à regularização, que a exclusão do programa será precedida de intimação para esclarecimentos; e

– dispensar o contribuinte que aderiu à Repatriação de Capitais de informar o número do recibo da (Declaração de Regularização Cambial e Tributária) na DIRPF Retificadora.

Para aderir ao RERCT, o contribuinte deverá apresentar a DERCAT até 31 de outubro e efetuar o pagamento integral do imposto e da multa correspondente até a mesma data.

Outras Notícias

Advogados especializados criticam mudanças da nova Lei de Falências
Edital RFB de Transação por Adesão nº 1, DE 2020
Advogados analisam mudanças aprovadas na Lei de Falências
Fique Sempre Por dentro
Cadastre-se na nossa newsletter
powered by Logo