Número de desapropriações caiu em 2015

Número de desapropriações caiu em 2015

No ano de 2015, em razão dos cortes orçamentários no INCRA e mudança na política fundiária, houve sensível redução no número de desapropriações ocorridas, o que poderá prejudicar a meta do Órgão, de assentar 120 mil famílias até o ano de 2018.

Segundo a Autarquia, no novo modelo “a meta é combinar quantidade e qualidade, a fim de converter os assentamentos em comunidades rurais autônomas integradas, com garantida de vida digna aos moradores por meio de aceso à cidadania, à infraestrutura, fomento à produção e preservação ambiental”, visando a consolidação dos projetos de reforma agrária existentes.

Para os movimentos sociais de sem terra, no entanto, esta política agrária não estaria funcionando, pois com a diminuição das desapropriações e, por consequência, do assentamento de famílias, mais e mais trabalhadores rurais estão desamparados, aumentando os conflitos e a violência no campo.

O problema da reforma agrária exige providência imediata. Porém, com a situação precária da economia nacional e o déficit no orçamento da União, dificilmente será possível uma solução em curto prazo.

 

Outras Notícias

Advogados especializados criticam mudanças da nova Lei de Falências
Edital RFB de Transação por Adesão nº 1, DE 2020
Advogados analisam mudanças aprovadas na Lei de Falências
Fique Sempre Por dentro
Cadastre-se na nossa newsletter
powered by Logo